DESTAQUES

Álcool durante a gestação

O uso do álcool durante a gestação pode ser muito perigoso para a mamãe. Não existe uma dose limite pré-estabelecida para a ingestão do álcool pela gestante que não prejudique o bebê. O álcool é uma substância com livre passagem pela placenta e, portanto, livre passagem para o feto. O fígado do bebê que está em formação metaboliza o álcool duas vezes mais lentamente que o fígado da sua mãe, isto é, o álcool permanece por mais tempo no organismo do bebê do que da sua mamãe. Viu o perigo?

O aborto espontâneo e o trabalho de parto prematuro, assim como outras complicações da gravidez, também estão relacionados com o uso do álcool, mesmo em quantidades menores. O risco de aborto espontâneo quase dobra quando a gestante consome álcool.

Inglaterra proíbe fumar dentro de carros com crianças

Motoristas e passageiros de veículos que estiverem tansportando crianças não poderão mais fumar no interior do carro na Inglaterra. A lei, que entrará em vigor a partir de outubro, visa proteger os mais novos e evitar que eles sejam fumantes passivos desde cedo.

'Passo importante'

A Ministra da Saúde, Jane Ellison, considerou a nova lei um "passo importante para proteger as crianças dos danos causados pelo cigarro a fumantes passivos. Três milhões de crianças estão expostas ao cigarro como fumantes passivas, colocando sua saúde em risco. Sabemos que muitas delas sentem vergonha ou têm medo de pedir para os adultos pararem de fumar. Por isso essa medida é importante", disse. 

Última modificação em Quinta, 12 Fevereiro 2015 10:39

Sabores dos cigarros eletrônicos podem agravar efeito tóxico

Cigarros eletrônicos ajudam as pessoas a parar de fumar? À medida que o debate sobre esse assunto continua, um estudo da Universidade de Rochester traz mais um indício de que essa alternativa ao cigarro comum tem efeitos tóxicos à saúde.

Em uma pesquisa publicada na revista PloS ONE, o professor de medicina ambiental Irfan Rahman e sua equipe sugerem que o aquecimento do cigarro eletrônico leva o usuário a inalar vapor que contêm metais pesados e outras possíveis substâncias cancerígenas.

Maioria dos usuários de drogas em MG é de homens que se iniciaram no vício entre 12 e 17 anos

Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas divulgou perfil dos dependentes químicos atendidos pelo estado. 83,5% dos pacientes são homens e 51% desse total tem hoje entre 25 e 29 anos. Ao todo, 67,5% dos entrevistados experimentou drogas entre 12 e 17 anos.

A maioria de usuários de drogas em Minas Gerais é de homens entre 25 e 29 anos, que experimentaram drogas pela primeira vez no início da adolescência. Este é o perfil dos dependentes químicos atendidos pelo Centro de Referência Estadual em Álcool e Drogas (Cread). Os dados são resultado da pesquisa feita pela Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod) com objetivo de nortear as políticas publicas de combate às drogas no estado.